Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
Telefone: (54) 3385 1019
Whatsapp: (54) 996691013
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ensolarado
17°
13°C
Tapera/RS
Ensolarado
No ar: CLÁSSICOS DA STUDIO – As músicas que marcaram época: anos 80, 90 e início de 2000.
Ao Vivo: CLÁSSICOS DA STUDIO – As músicas que marcaram época: anos 80, 90 e início de 2000.
Notícias

Mark Zuckerberg, criador do Facebook quer privacidade

Mark Zuckerberg, criador do Facebook quer privacidade
17.10.2013 07h39  /  Postado por: upside

Foto: Diferente do Facebook, uma das redes sociais mais populares do mundo que visa conectar e aproximar pessoas através do mundo virtual, seu criador Mark Zuckerberg gosta de privacidade e paga caro por ela. De acordo com o jornal San Jose Mercury News, o presidente da maior rede social do mundo comprou as quatro casas que rodeiam a sua em Palo Alto, na Califórnia, para que ele não seja incomodado. Ele pagou US$ 30 milhões (R$ 65,4 milhões) nos imóveis.

Apesar da compra inusitada, Zuckerberg não pretende construir uma fortaleza à prova de fofoqueiros. De acordo com o jornal, seu plano é manter as famílias que já moram nos imóveis como locatárias, evitando que curiosos se mudem para lá e queiram vigiar sua rotina ou que sua presença seja usado como marketing ou motivo de valorização imobiliária da área.

O jovem programador fez isso após ficar sabendo que uma construtora pretendia comprar um dos imóveis vizinhos.

- A construtora ia construir uma casa enorme em um dos terrenos e vender a propriedade como sendo vizinha de Mark Zuckerberg - disse uma fonte do jornal.

Diferente do Facebook, uma das redes sociais mais populares do mundo que visa conectar e aproximar pessoas através do mundo virtual, seu criador Mark Zuckerberg gosta de privacidade e paga caro por ela. De acordo com o jornal San Jose Mercury News, o presidente da maior rede social do mundo comprou as quatro casas que rodeiam a sua em Palo Alto, na Califórnia, para que ele não seja incomodado. Ele pagou US$ 30 milhões (R$ 65,4 milhões) nos imóveis.

Apesar da compra inusitada, Zuckerberg não pretende construir uma fortaleza à prova de fofoqueiros. De acordo com o jornal, seu plano é manter as famílias que já moram nos imóveis como locatárias, evitando que curiosos se mudem para lá e queiram vigiar sua rotina ou que sua presença seja usado como marketing ou motivo de valorização imobiliária da área.

O jovem programador fez isso após ficar sabendo que uma construtora pretendia comprar um dos imóveis vizinhos.

– A construtora ia construir uma casa enorme em um dos terrenos e vender a propriedade como sendo vizinha de Mark Zuckerberg – disse uma fonte do jornal.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.