Sexta-feira, 23 de Abril de 2021
Telefone: (54) 3385 1019
Whatsapp: (54) 996691013
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Tempo limpo
26°
14°
26°C
Tapera/RS
Tempo limpo
No ar: CLÁSSICOS DA STUDIO – As músicas que marcaram época: anos 80, 90 e início de 2000.
Ao Vivo: CLÁSSICOS DA STUDIO – As músicas que marcaram época: anos 80, 90 e início de 2000.
Notícias

Inter recebe o Sport para se aproximar de vez do título brasileiro

Colorado pode abrir quatro pontos de vantagem para o vice-líder Flamengo em caso de vitória
Inter recebe o Sport para se aproximar de vez do título brasileiro
Cuesta deve ser titular do sistema defensivo nesta quarta-feira | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação / CP
10.02.2021 10h53  /  Postado por: fernando

O futebol seguidamente é feito de frases feitas, aqueles clichês que volta e meia são repetidos mais na base da preguiça do que adequados ao contexto. Um deles, aplicado geralmente nas últimas rodadas de uma competição, diz que “todo jogo daqui para a frente é uma final”. Clichê ou não, essa hoje é uma verdade para o Inter. Diante do Sport, a partir das 19h desta quarta-feira, o time de Abel Braga tem contra os pernambucanos um dos jogos mais decisivos da história colorada recente. Se vencer, a equipe abre quatro pontos para o Flamengo, restando apenas três rodadas para o final, o que na prática é um senhor passo rumo ao título.

Não há mistérios em relação aos escolhidos por Abel para começar a partida. Rodrigo Dourado, que cumpriu suspensão contra o Athletico-PR, retoma o seu lugar no meio de campo. O mesmo acontece com Caio Vidal, só que no ataque, onde Marcos Guilherme volta para a reserva. “Estamos pensando jogo a jogo. Acho que ninguém imaginava que a gente ia chegar no final brigando pelo título e temos que manter isso porque está dando certo. É pensar no Sport. Se ganharmos, abrimos uma vantagem boa para os próximos jogos. Mas primeiro, vamos pensar no Sport, para depois pensar no Vasco e assim em diante”, prega Dourado.

A quatro rodadas do final do Brasileirão, com a possibilidade de livrar quatro pontos para o vice líder em caso de vitória hoje, começa a ficar inevitável não fazer as contas para que o fim do jejum que perdura desde 1979 seja confirmado. Em entrevistas, o assunto não é externado, mas tudo que o Inter quer é chegar ao jogo contra o Flamengo, dia 21, no Maracanã, com uma vantagem de quatro pontos, suficiente para depender das próprias forças mesmo em caso de derrota no Rio de Janeiro. Para tanto, é preciso vencer hoje à noite ter, pelo menos, o mesmo resultado diante do Vasco que o Flamengo tiver contra o Corinthians, ambos os jogos no domingo.

No meio disso tudo, ainda há o Sport, é claro. Na 14ª posição, com 38 pontos, o time ainda está ameaçado de rebaixamento, em uma luta paralela com Fortaleza (38), Bahia (37) e Vasco (37) para fugir da queda.

Campeonato Brasileiro – 35ª rodada

Inter

Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Cuesta e Unedel; Dourado, Praxedes, Patrick, Edenilson e Caio Vidal; Yuri Alberto. Técnico: Abel Braga

Sport

Luan Polli; Patric, Maidana, Adryelson, Júnior Tavares; Marcão, Betinho, Ewerton e Thiago Neves; Marquinhos e Dalberto. Técnico: Jair Ventura

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)

Data e hora: 10/02, às 19h

Correio do Povo

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.